quinta-feira, 31 de julho de 2014

Ilha do Mel, vale a pena conhecer!

Muitas pessoas falavam da Ilha do Mel, ai pensei... Poxa! Eu ainda não conheço. Foi então que decidi que estava na hora de tentar me aventurar na ilha.
Pois bem, comecei a procurar informações com as pessoas que já tinham ido pra lá e quase ninguém falava bem do lugar e não sabia explicar nada, ai fiquei intrigada e me deu mais vontade de conhecer o lugar.


Viajei com o meu namorado no mês de fevereiro, passamos quatro dias no local e sinceramente, eu me apaixonei. Lá é liiindo, maravilhoso e de uma vibe sensacional.



O nome já diz tudo. Ilha do Mel, no começo é tenso, lugar afastado de tudo, pra caminhar a noite só com o auxilio de uma lanterna, por todos os lados muito mato e água, depois vem à parte boa o lugar têm pousadas para todos os bolsos, mercado, restaurantes, água limpa, tudo organizado e bem sinalizado.



Pra chegar à ilha partimos de Curitiba com destino a Pontal do Sul/Ilha do Mel, com a empresa Viação Graciosa na ida pagamos R$ 29,90 e a volta foi de R$ 25, 90, a viagem dura 2h30, o ônibus para ao lado do ponto de embarque para a ilha. O bilhete de barco até a ilha custa R$ 25,00 (ida e volta), o percurso é de 40 minutos, antes de embarcar cada visitante deve preencher uma espécie relatório curtinho sobre a data de chegada e saída da ilha e dados pessoais que servem para o controle de visitação. 


A aventura começou quando chegamos ao trapiche, com malas andamos 800 metros até a pousada em meio a trilhas e muita areia...ai bateu um cansaço, mas que foi recompensado com uma bela pousada com uma infraestrutura bacana e o melhor, o mar a 20 metros.  




A ilha do mel é dividida em duas partes, Brasília e Encantadas.... Brasília foi o lado escolhido (ponto positivo) ficamos em uma pousada na Praia de Fora, próxima ao Farol das Conchas. Em meio às trilhas é fácil escolher o percurso do dia, sejam, as praias, passeios oferecidos pelos nativos, mergulho ou admirar o pôr do sol lá no alto, do ladinho do farol.


As pessoas são hospitaleiras, divertidas e super zen. O mar é bem agitado, pra quem pratica surf é ideal, pra quem não é um nadador nato pode ficar tranquilo porque tem salva vidas, fique na beirinha do mar ou descanse na areia branquinha e limpa.

Os restaurantes têm um cardápio maravilhoso (adoro gordices) repleto de peixes, carnes, massas e sobremesas. Ah! Eu aconselho comer muito e depois perder as calorias fazendo trilhas e nadando nas águas da ilha. Heheh!

Salada de salmão amoo em qualquer parte do mundo!


A pousada escolhida foi muito certeira, ai nem dava vontade de sair pra comer em outro lugar, pois a gastronomia é farta, a decoração é inspirada nas culturas africana e asiática, tem aluguel de bike, aulas de surf e Wi-Fi gratuito. O atendimento na medida e cordialidade oferecidos pelo proprietário Guilherme, os colaboradores Leizor, Mariana e os demais. Na pousada tocava um grupo de reggae (Os Geográficos) todos os dias, virei fã.
O legal é acordar cedo, dar uma caminhada pra conhecer as belezas do lugar (tem muita coisa pra ver), curtir o mar, almoçar, curtir o mar de novo, passear e listar um restaurante bacana pra curtir a noite.  No último dia fui conhecer o lado de Encantadas lá fica a gruta que leva o mesmo nome... O mar ali tem uma vista linda...O legal é visitar os dois lados, quem sabe até dividir dois dias pra cada.



A viagem pode ser perfeita a dois, casal com crianças ou uma galera de amigos. O ambiente tem uma energia indescritível... Eu curti muito o lugar e quero voltar outra vez, e digo vale muito conhecer a Ilha do Mel...Você cidadão não pode deixar de visitar e sentir a magia desse lado do litoral paranaense.




Sobre a Ilha do Mel:
Localizada no litoral do Estado do Paraná, possui 35 km de praias e costões rochosos. Nela encontra-se a Estação Ecológica da Ilha do Mel e o Parque Estadual, que é considerado sitio de patrimônio mundial pela UNESCO. Uma das últimas áreas de Mata Atlântica preservada, a ilha é própria para a prática do ecoturismo, além de oferecer roteiros para o turismo cultural. 



O que fazer na ilha: Passeios de barco, pesca esportiva, kitesurf, caiaque, observação de botos, turismo cultural, cicloturismo, mergulho, surf, trekking, trilhas e shows nas pousadas e restaurantes. 

Infos importantes: Tem posto de saúde em (Brasília) - 41* 3426 - 8003; (Encantadas) 41 - 3426 - 9005 

Infos Turísticas = 41 - 9207 - 3264

Pagamentos: Lá a maioria dos estabelecimentos aceitam cartão de diversas bandeiras e prepare o bolso porque os preços são salgadinhos. 

Terminal de embarque: Pontal do Sul/Ilha do Mel, na alta temporada, barcos de 30 em 30 minutos das 8h às 19h e
baixa temporada, barcos de hora em hora, das 8h às 17h30

Dica de hospedagem: Pousada Astral da Ilha – 41* 3426 - 8196
www.astraldailha.com.br


Obs: Post não foi patrocinado. 




Um comentário:

Liz Faleiro disse...

Parabéns Lili! Adorei o Blog! Desejo que você viaje muuito pra continuar compartilhando suas experiências por aqui! Que vontade que deu de Ilha do Mel! Tbm querooo! Beijinhos da Liz